-translate


Terça-feira, 4 de Abril de 2006

Dias em que adivinhamos o amor

Existem dias , em que adivinhamos o amor.

Nesses dias ... acordamos a sorrir.

Acompanha-nos o odor,

E até o toque nos parece sentir.

 

Existem dias em que basta cruzar o olhar,

Ou os lábios em movimento...

Ou a forma da mão tocar...

Ou suave ... ou lento..

 

Existem dias em que olhar-te é tortura.

Doce ... .forte ... encorpado...

E enquanto a espera perdura,

 Aumenta o desejo guardado.

 

 Existem dias em que amar-te é sonhar

Com gemidos perdidos, encantados...

 Presos, numa voz a sufocar

Soltos, num mundo de sentidos despertados ...

suspirado por arco e flecha às 04:53

link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De um amigo/a a 6 de Abril de 2006 às 01:24
Obrigado pela visitinha ao meu blog ... Eu também adorei o que vi e li ... Vou levar-te comigo para voltar ... BeijinhosGotaDeAmor
(http://poesiadiadia.blogs.sapo.pt)
(mailto:gotadeamor@sapo.pt)
De um amigo/a a 6 de Abril de 2006 às 01:17
ola boa noite
antes de mais quero-te agradecer pala visita ao meu espaço.
gsotei muito do teu, e vou voltar a visitar...
um beijinho
ate breveisabel
(http://flordomeusegredo.blogs.sapo.pt)
(mailto:isabelmargaridalucio@hotmail.com)
De um amigo/a a 4 de Abril de 2006 às 21:08
Estou sufocada, com tanto talento, tanta poesia, tanto erotismo. Bolas, adorei!!!!! :))
Beijokinhas da,
BiaBia (min-lx)
</a>
(mailto:misa1414@hotmail.pt)
De um amigo/a a 4 de Abril de 2006 às 20:42
cada dia é uma história interminável
contígua no seguinte
prolongamento da véspera.
não são 60 sobre 24, mas
é uma vida vivida
em cada 24 batidas.
muito dias temos
em uníssono Infinitamente teremos
cap
</a>
(mailto:cap@netvisao.pt)

Comentar post