-translate


Terça-feira, 3 de Abril de 2007

Nas mãos que descansam

 

 

Nas mãos que descansam,

Hiberna um toque

Que está suspenso,

No tempo

Na vontade…

 

Nas mãos que convidam,

Amanhecem sons

De sombras e luzes

De sois

E de luas

 

Nas mãos que tocam,

Cristalizam-se tremuras

Serenam-se os suspiros

Moldam-se os desejos

 

Nas mãos que se querem,

Que vagueiam e se encontram,

Se descobrem e reconhecem,

A entrega…

É sem receio!

 

suspirado por arco e flecha às 03:21

link do post | comentar | favorito

-Olhares...

Foros GratisHostingphp nukeAnuncios Clasificados GratisLibreria

-Passeios...

online

-ultimos rabiscos

- Bailados surdos...

- E porque o Ontem... cont...

- amanheceres...

- Moldes...

- ...

- Transpiro...

- schhhhhh...

- O véu...

- A espuma das sensações

- Néctar

-suspiros que dei

- Novembro 2011

- Março 2010

- Janeiro 2009

- Outubro 2008

- Agosto 2008

- Maio 2008

- Março 2008

- Fevereiro 2008

- Janeiro 2008

- Outubro 2007

- Agosto 2007

- Junho 2007

- Maio 2007

- Abril 2007

- Março 2007

- Fevereiro 2007

- Janeiro 2007

- Dezembro 2006

- Novembro 2006

- Outubro 2006

- Setembro 2006

- Agosto 2006

- Julho 2006

- Junho 2006

- Maio 2006

- Abril 2006

- Março 2006

- Fevereiro 2006