-translate


Sábado, 18 de Março de 2006

Distância

    

As mãos desceram através da pele,

 Como o alisar da areia por uma onda.

Sentiram-lhe a textura,

A maciez,

O calor.

Os lábios abriram-se,

 para receber o beijo...

que não estava.

Então…

 O pensamento soltou-se.

 Procurou a outra pele...

O outro cheiro,

O outro calor ,

As outras mãos ,

Os outros lábios.

E num momento de entrega a um,

mesmo à distância ...

Fomos dois!

suspirado por arco e flecha às 01:37

link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De um amigo/a a 19 de Março de 2006 às 00:58
as mãos suavemente tornaram doces as palavras expressas. a entrega na distância...muito bonito, mesmo.
Beijinhosjoão
</a>
(mailto:)

Comentar post